Ces 2022: conheça a primeira porta inteligente residencial

CES 2022: Conheça a primeira porta inteligente residencial

Avatar of lucas gomes
Batizada de M-Pwr Smart, a porta inteligente da Masonite oferece campainha com vídeo e sensores de movimento. Conheça a novidade!

Hoje começou a CES 2022, maior evento de tecnologia mundial. Nela, as empresas exibem suas novidades ao mundo, revelando as tendências atuais. Hoje você verá um pouco sobre a M-Pwr Smart Door, primeira porta inteligente residencial que chegará para compor o conceito de casa conectada, fazendo deste mais um dos aparelhos inclusos num ecossistema interligado. Confira!

Mais um aparelho inteligente

A M-Pwr Smart Door havia sido anunciada na CES 2021, porém, apenas agora podemos conferir um pouco mais do que ela pode oferecer, de fato. Uma parceria entre as empresas Yale, Ring e Masonite, trouxe a ideia à realidade, incluindo recursos como energia integrada, luzes, sensores, campainha com vídeo e uma fechadura inteligente no sistema da porta.

A porta inteligente possui fibra de vidro em sua composição e estará disponível em uma variedade de cores, acabamentos e estilos, sua instalação só pode ser feita por um profissional especializado e ela deve ser conectada ao sistema elétrico da casa, bem como à rede Wi-Fi. A fonte de energia integrada vem para suprir justamente um elemento que costuma afetar muitos destes aparelhos inteligentes: recarregar sua bateria. A bateria pode durar até 24 horas em caso de falta de energia.

É possível gerenciar muitas funções da porta inteligente via aplicativo para smartphone. Reprodução: masonite
É possível gerenciar muitas funções da porta inteligente via aplicativo para smartphone. Reprodução: Masonite

Ainda sobre os elementos que estão inclusos na M-Pwr Smart, temos um pacote composto pela campainha Ring Video, conexões Wi-Fi e Bluetooth, bem como a fechadura inteligente da Yale Assure, sensor de movimento, um sensor para determinar se a porta está aberta ou fechada e uma luz de LED que é ativada por movimento e está localizada nas margens da porta.

Alguns dos recursos

Todos os recursos vistos nessa porta inteligente podem passar por melhorias e trocas, algo que pode ajudar bastante o usuário, ao invés de precisar trocar a porta toda por outra. Único elemento que não está incluso nessa ideia, são os cabos para fonte de energia.

Os componentes podem ser substituídos pelo proprietário. A porta vai durar décadas, mas a tecnologia não – então ela foi projetada para fazer atualizações ao longo do tempo. No futuro, se você quiser uma porta Google Nest, pode ficar com ela

Cory Sorice, vice-presidente e chefe do setor de inovação da Masonite Internacional, sobre a facilidade de trocar peças da porta inteligente, se necessário

Atualmente são necessários três aplicativos para gerenciar a porta, sendo eles o aplicativo do Ring, que controla a campainha; o aplicativo da Yale, para gerir a fechadura e o próprio aplicativo da Masonite, que seria o mais completo, e que oferece programação de funções, controle sobre as luzes que se acendem sob movimento e para conferir o estado da porta. Este pode ser o ponto negativo da M-Pwr Smart, pois ter três aplicativos para lidar simplesmente com uma porta, pode desapontar o possível usuário.

A fechadura inteligente desenvolvida pela yale, empresa especialista no assunto. Reprodução: masonite
A fechadura inteligente desenvolvida pela Yale, empresa especialista no assunto. Reprodução: Masonite

Apesar da brilhante ideia de incluir uma bateria funcional à porta inteligente, essa pode não ser uma ideia inovadora. Sorice possui grande experiência no ramo e diz que, atualmente, o mercado para produtos inteligentes já são pensados justamente para a aderência de algum tipo de bateria. Inclusive a porta possui suporte à Amazon Key, um programa que oferece às entregas da Amazon mais segurança. Essa experiência o ajudou a aprimorar como seria o conceito — e agora, a realidade — de uma porta inteligente.

Por meio desse processo, pude ver o quão desafiador é ter um dispositivo conectado à rede Wi-Fi alimentado por bateria

Cory Sorice, vice-presidente e chefe do setor de inovação da Masonite Internacional, sobre a concepção da porta inteligente

Disponibilidade e planos para o futuro

Sorice ainda afirma que, construir uma porta inteligente foi um desafio e tanto, principalmente quando se trata da energia que a porta precisa para funcionar, bem como sua conectividade, aspectos que são fundamentais nesse sentido. Ainda de acordo com Sorice, a concepção do sistema de cabos e todos seus devidos componentes levaram cerca de um ano e meio para serem finalizados.

Sistema de campainha com câmera para conferir, via vídeo, quem está chamando do lado de fora. Este foi desenvolvido pela empresa ring. Reprodução: masonite
Sistema de campainha com câmera para conferir, via vídeo, quem está chamando do lado de fora. Este foi desenvolvido pela empresa Ring. Reprodução: Masonite

Atualmente a porta inteligente da Masonite, M-Pwr Smart, está disponível apenas para a construção de novas casas e pelas quais os modelos são projetados pela Barringer Homes, localizada na vizinhança do Plaza Midwood, na cidade de Charlotte, na Carolina do Norte — que específico, né? Sorice ainda afirma que outros parceiros para a inclusão da porta serão anunciados no decorrer do ano. O valor para a aquisição da porta será estabelecido pela construtora responsável.

Ainda sobre a disponibilidade da porta para outros públicos, que não os específicos de construção de casas, há a previsão de que em dois anos as portas inteligentes estarão disponíveis para o mercado de reformas — no caso, aquisição à parte.

É uma realidade que pode demorar a chegar aqui no país. Enquanto isso, uma alternativa são as fechaduras digitais. Temos até o review da PADO FDE-101RM

Veja também:

Confira também o primeiro monitor 4K com 240 Hz da Samsung, o Odyssey Neo G8!

Fonte: The Verge.

Inscreva-se para receber nossas notícias:

Total
1
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados