Como funciona a tecnologia HDR nas TVs

como-funciona-o-hdr-em-smart-tvs
Principal aposta das fabricantes de TVs, o HDR parece ser a grande tendência do segmento. Entenda um pouco melhor o que significa sua presença nestes aparelhos.

hdr-caput

Com a evolução das smart TVs, as fabricantes se desdobram em oferecer diferentes tecnologias para produzir imagens cada vez mais incríveis. Neste contexto, a tecnologia mais badalada do momento é o HDR.

No Brasil, a tecnologia está presente nas linhas Super Ultra HD e OLED 4K da LG, na série SUHD da Samsung e na linha XBR da Sony.

Mas, se no mundo das fotos e vídeos de smartphones o HDR é conhecido por ser uma tecnologia de câmera, o ele significa quando falamos de telas de Smart TVs? A gente explica agora:

HDR

hdr-photo-hdr

A sigla HDR significa, em inglês, High Dynamic Range ou, em português, Alto Alcance Dinâmico. No mundo da fotografia o termo passou a denominar, em linhas (muito) gerais, os diferentes níveis de iluminação que uma câmera fotográfica é capaz de capturar.

O uso dessa técnica técnica foi desenvolvido na década de 1940 por Charles Wyckoff, para fotografar detalhadamente explosões nucleares. Com a ascensão da fotografia digital e softwares que facilitam a criação de imagens com grande alcance dinâmico, a técnica se popularizou.

Como Funciona a Técnica

Como funciona a tecnologia HDR nas TVs 5

Os olhos humanos têm um alto alcance dinâmico porque conseguimos ver, com detalhes, um cenário com quantidades de luz de diferentes intensidades. Já a câmera fotográfica, por maior que seja o alcance dinâmico, tem seus limites físicos.

Para aumentar a capacidade das câmeras fotográficas, foi desenvolvida a tecnologia HDR, que consiste (basicamente) na captura de um mesmo cenário em fotos com diferentes níveis de iluminação.

Após essa etapa, um programa de edição de imagens sobrepõem-se as fotos, criando uma outra imagem, que possui detalhes em diversos pontos e muita informação de luminosidade, permitindo que detalhes e nuances que poderiam passar despercebidos em uma foto sejam expostos.

HDR para smart TVs

Como funciona a tecnologia HDR nas TVs 6

Nas smart TVs, o uso da tecnologia HDR é um pouco diferente. Em primeiro lugar, os escuros da imagem ficarão mais escuros, enquanto os iluminados serão ainda mais destacados. Dessa forma, as cores se tornam mais vivas e presentes, com tons respeitados e maior destaque na composição.

O resultado final é uma qualidade no que se vê. Na prática, contar com o HDR em um aparelho pode ser mais significativo na experiência do usuário, do que ter uma TV com maior definição (4K, por exemplo).

O HDR faz tudo isso ao aumentar duas variáveis na TV: a taxa de contraste e a precisão na reprodução das cores. Entenda:

Contraste

hdr-contraste

O contraste é um dos fatores mais importantes para se obter uma boa imagem. Numa TV HDR, ele irá determinar as diferenças entre o claro e o escuro, sendo que quanto maior a diferença maior será a taxa de contraste. Dessa forma, há dois elementos fundamentais aqui:

  • Brilho máximo: Está ligado à capacidade de iluminação que a TV pode produzir, que é medida em nits. Nas TVs com HDR, a taxa de nits chega a ser até 3 vezes maior que nos modelos convencionais.
  • Preto máximo: Refere-se a quão escura uma imagem de TV pode ser e também é medido em nits. Neste caso, as TVs com HDR emitem uma taxa menor de nits para produzir tons mais escuros possíveis.

Cores

hdr-cores

Outro elemento fundamental diz respeito às cores. Uma TV com HDR processa o padrão 10 bits de cores. Na prática, isso significa que o aparelho é capaz de reconhecer até 1 bilhão de cores diferentes, reduzindo gradações óbvias de tons e produzindo imagens mais realistas. Para se ter uma ideia, o padrão de cores 8 bits presente no BluRay tradicional, o torna capaz de reconhecer “apenas” 16 milhões de cores.

Além disso, uma TV com HDR precisa produzir essa visualização no padrão conhecido como DCI-P3. O padrão se refere ao alcance de cores que a imagem é capaz de reproduzir. Os aparelhos convencionais, seguem o padrão Rec. 709, que abrange uma quantidade de cores inferior ao P3.

Concluindo…

Vale a pena então ficar atento se a sua próxima Smart TV tem tela com tecnologia HDR. Os escuros da imagem ficarão mais escuros, enquanto os iluminados serão ainda mais destacados. E as cores se tornam mais vivas e presentes. A presença do HDR pode ser mais significativa na experiência do usuário, do que ter uma TV com maior definição (4K, por exemplo).

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Deixe uma resposta

Receba Notícias por E-mail:

Receba notícias no seu e-mail
Holler Box