Descubra o que essa inteligência artificial sabe de você com uma selfie

O Imagenet Roulette já avisa inicialmente que a classificação pode ser cruel
Site revela como a inteligência artificial te classifica a partir de uma selfie; faça sua análise

Você tem curiosidade de saber como a inteligência artificial te vê e classifica? Cuidado, o resultado pode não ser tão legal quanto você imagina. É o que revela o site ImageNET Roulette, uma ferramenta online capaz de identificar e classificar alguém através de uma selfie, mas que na realidade revela o quão longe estamos de realmente confiar na capacidade de uma máquina em realizar um feito como esse de forma confiável.

O resultado é divertido e muito inesperado, o que tem chamado a atenção de muita gente e servido como motivo de brincadeiras na internet.

Como funciona o reconhecimento da inteligência artificial no site

O site ImageNet Roulette faz parte de um projeto que está sendo revelado durante uma exibição no museu Milan’s Fondazione Prada, do artista Trevor Paglen em parceria com a professora Kate Crawford. Nele, o objetivo é identificar rostos em fotografias e classificar esses rostos como a inteligência artificial os reconhece, confiando em uma base de dados previamente estipulada.

Mas, além disso, é revelar o quanto isso pode ser estranho e aleatório atualmente. O site em questão utiliza uma base de dados de rótulos que foram adicionados ao ImageNET em 2009 por cientistas de Princeton e de Stanford com a intenção de coletar imagens para treinar algoritmos. São, ao todo, 14 milhões de imagens organizadas em 20 mil categorias diferentes. Cada categoria conta com cerca de 1.000 imagens.

O Imagenet tem um banco de dados com milhões de imagens e classificações
O ImageNET tem um banco de dados com milhões de imagens e classificações

Porém, essa base de dados é cheia de categorias problemáticas que refletem em como a parcialidade e inclinações estão sempre presentes nesses tipos de fontes utilizadas para aprendizagem de máquinas e sistemas de inteligência artificial.

Esse é realmente o ponto que eles querem tocar. No próprio site é possível ver uma explicação onde o objetivo é revelar o que acontece quando um sistema de inteligência artificial “aprende” e é treinado a partir de um banco de dados problemático. Eles também afirmam que a classificação de pessoas realizada por inteligência artificial raramente são disponibilizadas para essas pessoas em questão. O Imagenet Roulette oferece uma visão de como isso acontece, e mostra como as coisas podem sair bem erradas e estranhas.

O viés pode fazer com que o modelo de inteligência artificial sistematize preconceitos
O viés pode fazer com que o modelo de inteligência artificial sistematize preconceitos

E como resultado do experimento é possível ver que enviar uma foto para o Imagenet Roulette é tanto um exercício de humildade (uma verdadeira roleta de sorte, como o nome sugere) quanto uma forma bastante direta de mostrar que confiar no julgamento de máquinas e inteligência artificial para categorizar pessoas ainda não é aconselhável e confiável.

E é esse o ponto em que se deve ter cuidado, principalmente nos dias de hoje, onde a inteligência artificial é capaz de oferecer uma série de ferramentas importantes e interessantes, como auxiliar na detecção do câncer de pulmão. Por vezes, isso pode levar a um nível de confiança em algo artificial que ainda não está pronto para exercícios mais sérios e complicados. Sistemas automatizados que replicam ou até mesmo exacerbam o preconceito e a parcialidade presentes em uma sociedade têm a capacidade e o poder de multiplicar esses problemas. Ou seja, de não ser imparcial.

O que essa inteligência artificial pensa das pessoas?

Embora tenha um objetivo sério e pertinente, a ferramenta também pode ser descrita como uma fonte de diversão e curiosidade. O que será que a inteligência artificial pensa de você? Muitas pessoas na internet revelaram com orgulho como suas fotos foram classificadas como alguém encantador, um/uma líder, ou até mesmo uma pessoa influente. Porém a maioria acabou se deparando com títulos não muito legais.

É importante salientar que no próprio website eles avisam que “Imagenet Roulette frequentemente classifica pessoas de formas cruéis e dubitáveis”. Então, quem entra e se arrisca já sabe que as chances que corre.

O Imagenet Roulette já avisa inicialmente que a classificação pode ser cruel
O ImageNET Roulette já avisa inicialmente que a classificação pode ser cruel

Algumas pessoas acabam com classificações como “estudante insignificante”, “perdedor”, “cara de palhaço” ou “viciado em drogas”. Algumas vezes as pessoas são até mesmo classificadas como suspeitos de alguns crimes como estupro.

Os resultados são tão aleatórios que algumas das classificações são coisas que as pessoas nem imaginam estar presente em bancos de dados como esses, e por isso acabou se tornando algo tão divertido para ser compartilhado na internet e nas redes sociais. Qual será a sua classificação? Para quem tem coragem e curiosidade, é só visitar o ImageNET Roulette e descobrir.

Um exemplo é uma foto do ex-presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, ao lado do Príncipe Harry. Enquanto o ex-presidente é classificado como um “Jogador de cartas”, o príncipe é visto como uma “esfinge”.

Barack Obama é classificado como um jogador de cartas enquanto o Pírncipe Harry como uma esfinge
Barack Obama é classificado como um jogador de cartas enquanto o Príncipe Harry como uma esfinge

Outras pessoas pela internet também começaram a postar e revelar quais títulos inesperados suas fotos de selfie ganhavam ao passar pelo site.

No próprio site eles também anunciam que nenhuma foto enviada fica guardada no sistema, elas são automaticamente descartadas. Dessa forma os usuários que quiserem se divertir um pouco na ferramenta podem ficar despreocupados com a própria privacidade. As imagens só são compartilhadas pela pessoa que fez o upload.

O que a inteligência artificial pensa de você? Deixe nos comentários o resultado.

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Deixe uma resposta