Compra do twitter pelo elon musk

Elon Musk desiste de comprar o Twitter

Avatar of dácio augusto
Após meses de especulação, Elon Musk desistiu de comprar o Twitter por falta de dados sobre contas fakes na plataforma

Elon Musk desistiu de comprar o Twitter. Após meses divulgando na própria rede social que desejava adquirir os passos do processo, o portal Reuters, nesta sexta-feira (08) informou que o bilionário desistiu formalmente da transação.

O que fez Elon Musk desistir de adquirir o Twitter

Elon musk
Elon Musk desistiu de comprar o Twitter. (Imagem: Reprodução/The Verge)

Segundo as informações divulgadas pela Reuters, uma carta formal redigida por representantes legais do CEO da Tesla foi entregue ao conselho do Twitter, e nela a intenção de Musk desistir da aquisição é explicada.

A carta afirma que Musk não vai mais realizar a compra do Twitter por conta da rede social ter falhado em apresentar os dados que o bilionário havia pedido sobre as contas falsas, utilizadas por redes de bots e afins, presentes na plataforma.

Musk solicitou essas informações em maio, e desde então boa parte dos dados da aquisição do Twitter que vieram a público mostravam que o processo estava congelado pela plataforma não apresentar ao bilionário levantamentos relevantes relacionados ao pedido.

Não há informações, até o momento, de como a plataforma reagirá ao fim do processo de compra, mas sabe-se que nesta sexta-feira, as ações do Twitter caíram 5% – um possível resultado de acionistas com informações sobre o procedimento da compra terem saberem da desistência de Musk antes que a notícia viesse a público.

Aquisição do Twitter por Elon Musk era repleta de polêmicas

Com a desistência de Musk, acaba um período repleto de polêmicas para o Twitter. Desde que o bilionário revelou sua intenção em adquirir o controle da plataforma em abril, vários usuários e especialistas de tecnologia relataram preocupações em como o CEO da Tesla poderia modificar a rede social, principalmente em relação a pessoas de espectros ideológicos diferentes.

Musk, por meio de seu perfil do Twitter, porém, afirmava estar trabalhando para manter a plataforma mais livre do que nunca – mesmo que, em sua concepção, isso envolvesse a liberação de qualquer tipo de discurso, mesmo os que muitas vezes eram considerados de ódio.

Veja também

Entenda o que poderia mudar no Twitter caso a compra da plataforma por Elon Musk tivesse ido pra frente.

Fonte: Reuters

Inscreva-se para receber nossas notícias:

Total
1
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Relacionados