Entenda a queda dos servidores do facebook, instagram, whatsapp e outros serviços

Entenda a queda de servidores do Facebook, Instagram, WhatsApp e outros serviços

Avatar of fernando gomes
Diversos sites e aplicativos caíram ou ainda estão fora do ar nesta segunda-feira (4). Veja quais são os afetados e o que pode ter acontecido

Nesta segunda-feira (4), várias companhias tiveram seus sites retirados do ar. A lista compreende desde as redes sociais mais famosas — Facebook, WhatsApp e Instagram — a outros serviços, como bancos, plataformas de streamings e sites de notícias. A queda de servidores destas empresas levaram os internautas a buscar alternativas para se comunicar, sendo o primeiro deles o Twitter.

Queda de servidores ao redor do mundo

Entenda a queda de servidores do facebook, instagram, whatsapp e outros serviços
Usuários não conseguem localizar o Instagram na internet há mais de cinco horas.

Por volta das 12h30 de hoje, usuários começaram a reclamar de lentidão nas redes sociais de Mark Zuckerberg. Rapidamente, Facebook, Instagram e WhatsApp foram os primeiros a pararem de funcionar. No Instagram, ao tentar conectar ao feed de notícias, os internautas se depararam com a mensagem “5xx Server Error”.

Como de costume, o assunto pegou o topo do Trending Topics no Twitter, rede social que, até a publicação deste texto, não saiu do ar em nenhum momento. Usuários do WhatsApp buscaram um segundo mensageiro, o Telegram. Este permaneceu intacto, mas pouco tempo depois, por volta das 13h30, também começou a demonstrar lentidão.

Esse foi apenas o início de um grande colapso nas redes de internet. O Down Detector, site que mostra reclamações do público acerca de conexão online, disparou. Após a queda geral, diversos sites começaram a ser citados.

Provedores de internet, como Tim, Claro, Oi e Vivo estão na lista de reclamações. YouTube, Microsoft Team, Snapchat, TikTok, Telegram, Discord, Google Maps, Spotify, Zoom, LastFM, Google Drive e Outlook caíram ou apresentam lentidão em algum momento.

Até mesmo os aplicativos de banco foram atingidos com a queda dos servidores. Banco do Brasil, Itaú, Santander e Nubank são exemplos. Sites de notícias e comunicação como G1, R7 e UOL apresentaram instabilidade, enquanto Netflix, Amazon, Google Play, Discord e Steam são grandes representantes de lazer e entretenimento que também pereceram com o acontecimento. A CNN internacional ainda informou que todas as operadoras de telefonia nos Estados Unidos encontraram-se inativas.

Por que os servidores caíram?

Logo após a queda geral, o Facebook se pronunciou via Twitter dizendo que a empresa estava ciente dos problemas. “Estamos trabalhando para que as coisas voltem ao normal o mais rápido possível e pedimos desculpas por qualquer inconveniente”, diz o comunicado.

A figura pública Jane Manchun Wong disse em seu Twitter que as marcas de Zuckerberg estão passando por um problema de DNS. Resumidamente, DNS é um sistema de nomes de domínio, que consiste em uma espécie de “agenda” da internet onde é possível registrar um IP para viabilizar o acesso em quaisquer sites (Exemplo: showmetech.com.br). Se o DNS não funciona, o caminho para os sites fica inacessível. 

Ainda não se sabe quando as redes vão ser estabilizadas nem como as empresas estão trabalhando para retornar suas atividades ao ar. O que resta, no entanto, é uma leva de publicações (a maioria via Twitter) sobre possíveis perdas de dados, principalmente pela rede do próprio Facebook. Nos dois tweets abaixo, um usuário diz que encontrou o domínio da rede de Zuckerberg à venda na internet, enquanto outro internauta sugere que a mesma pode ter apenas sumido do mapa.

Repercussão no Twitter

Até o momento, o Twitter tem sido a principal porta de saída dos usuários para se comunicarem e debaterem sobre o que pode ter desencadeado o caos virtual de hoje. A própria conta oficial do Twitter tentou descontrair os internautas com uma publicação: “Olá literalmente a todos”. 

Enquanto isso, os brasileiros se prepararam e fizeram muitos memes na rede do Twitter, como sempre. Resta aos internautas esperarem para descobrir os próximos capítulos deste apagão virtual.

Resposta do Facebook

Entenda a queda de servidores do facebook, instagram, whatsapp e outros serviços
Facebook diz estar normalizando seus servidores.

O Facebook comentou com detalhes sobre a queda dos servidores através de um comunicado no blog da empresa. Primeiro, a companhia lamentou o ocorrido e pediu desculpas pelo transtorno. Em seguida, explicou a respeito do que aconteceu com a conexão da rede social.

Segundo os dizeres, a saída do ar afetou as ferramentas e os sistemas internos utilizados nas operações diárias, o que resultou nas seis horas de inatividade. O Facebook disse que houve um problema massivo nos roteadores de backbone, que é basicamente um sistema de ligações de rede com dimensões continentais. Uma vez interrompida, todo o site permanece inacessível ao redor do mundo.

“Nossas equipes de engenharia descobriram que as alterações de configuração nos roteadores de backbone que coordenam o tráfego de rede entre nossos data centers causaram problemas que interromperam essa comunicação”

Facebook em comunicado oficial via blog da empresa.

No momento, a empresa diz estar trabalhar para devolver as operações regulares e afirma que não houve atividade mal-intencionada por trás da queda dos servidores nem registros de danos em relação aos dados pessoais dos usuários. Essa última informação é bem relevante, visto que há um escândalo por trás da venda de informações da rede para hackers, além de que o Facebook foi acusado de lucrar com discurso de ódio.

Tópico atualizado em 5 de outubro de 2021.

Veja também

Acesse também outras notícias relacionadas no Showmetech. Entenda o que é ‘Pandora Papers‘ e o escândalo envolvendo personalidades brasileiras.

Fonte: Down Detector

Inscreva-se para receber nossas notícias:

Total
11
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados