Google pede que donos de smartphones Huawei não baixem apps por meios alternativos

Huawei
Com a proibição das empresas em trabalharem com a Huawei, os usuários procuraram meios alternativos para ter acesso a aplicativos populares por recomendação da própria fabricante chinesa.
Anúncio
Google pede que donos de smartphones Huawei não baixem apps por meios alternativos

O Google publicou uma nota oficial alertando para os donos dos dispositivos Huawei não baixarem seus aplicativos de modo alternativo, já que estes representam um “alto risco” ao usuário.

O comunicado se deu porque os aplicativos e serviços do Google Play Store estão indisponíveis para smartphones Huawei desde o dia 16 de maio de 2019, quando a fabricante chinesa foi colocada na “lista negra” do governo americano. Isso significa que apps populares como Gmail, YouTube e Maps estão indisponíveis, assim como a própria Play Store.

“Devido às restrições do governo [americano], os aplicativos e serviços do Google não estão disponíveis para pré-instalação ou sideload em novos dispositivos Huawei. Além disso, os aplicativos do Google não funcionarão de forma confiável porque não permitimos que esses serviços sejam executados em smartphones não certificados onde a segurança possa ser comprometida”

disse o diretor jurídico do Android e Google Play, Tristan Ostrowski

No entanto, para “burlar” essa proibição, os donos destes celulares passaram a baixar os aplicativos manualmente através de diversos canais na web, seguindo uma recomendação da própria Huawei. Segundo o analista de consultoria da CCS Insight, Ben Wood, a prática conhecida como sideloading (instalação alternativa, em tradução livre, que neste caso significa baixar e instalar aplicativos fora da loja oficial) não deve ser realizada.

“A menos que você esteja 100% certo sobre a integridade do app, não é um risco que vale a pena tomar”

disse Ben Wood

O comunicado oficial veio porque o Google, que ainda fornece suporte aos modelos lançados antes da proibição do governo norte-americano, vem recebendo várias perguntas sobre os novos dispositivos da Huawei. Os celulares e tablets que possuem o Android legalmente são certificados pelo “Google Play Protect” que, segundo a empresa, é um “rigoroso processo de análise de segurança e testes de compatibilidade”.

Por que houve a proibição?

O Google alerta que os aplicativos baixados fora da Play Store não passam por seu rigoroso processo de segurança (Foto: Reprodução)
O Google alerta que os aplicativos baixados fora da Play Store não passam por seu rigoroso processo de segurança (Foto: Reprodução)

A proibição das empresas em trabalharem com a Huawei veio porque o governo de Donald Trump teme que a fabricante chinesa divulgue dados de seus usuários para o país asiático. Já a Huawei diz que não tolera nenhuma transgressão e acredita que as restrições feitas pelas autoridades norte americanas vieram para proteger o mercado dos Estados Unidos.

Para Ben Wood, as tensões entre ambos os países acaba sendo “altamente confusa para os consumidores”.

Apesar das restrições, a Huawei continua sendo uma das maiores fabricantes de smartphones do mundo, com 15% a 20% do mercado global, ficando atrás apenas da Apple e da Samsung.

“Nosso foco é proteger a segurança dos usuários”

O Google alerta que os aplicativos baixados fora da Play Store não passam por seu rigoroso processo de segurança (Foto: Reprodução)
O Google alerta que os aplicativos baixados fora da Play Store não passam por seu rigoroso processo de segurança (Foto: Reprodução)

“No dia 16 de Maio de 2019, o governo dos EUA colocou a Huawei na ‘Lista de Entidades’. Essa ação proibiu todas as companhias norte americanas, incluindo o Google, de colaborarem com a Huawei. ” – diz o comunicado oficial

“Isso significa que o Google está proibido de trabalhar com a Huawei nos novos dispositivos, ou prover apps como Gmail, Maps, YouTube, a Play Store e outros para fazer preload ou download nestes dispositivos.

Nosso foco é proteger a segurança dos usuários do Google nos milhões de dispositivos Huawei que existem ao redor do mundo. Estivemos trabalhando continuamente com a Huawei, em conformidade com o regulamento do governo, para oferecer atualizações de segurança e também aos apps do Google e serviços nos dispositivos já existentes, e continuaremos fazendo isso enquanto for permitido. Para ficar claro: as leis dos EUA permitem que o Google trabalhe apenas com os modelos disponíveis ao público antes de 16 de maio de 2019.

Continuamos recebendo várias perguntas sobre os novos dispositivos Huawei (novos modelos sendo lançados agora, ou modelos anteriores lançados após o dia 16 de maio de 2019 e que estão disponíveis em todas as regiões do mundo) e se os apps e serviços do Google podem ser utilizados nestes dispositivos. Nós queremos providenciar um guia claro para aqueles que estão perguntando sobre essas importantes questões.

Para proteger a privacidade dos dados, a segurança e garantir toda a experiência, o Google Play Store, Google Play Protect e os apps nucleares do Google (incluindo Gmail, YouTube, Maps e outros), estão disponíveis nos dispositivos certificados pelo Play Protect.

O Google só não pode dar suporte aos modelos lançados após a proibição (Foto: Reprodução)
O Google só não pode dar suporte aos modelos lançados após a proibição (Foto: Reprodução)

Os dispositivos certificados pelo Play Protect passam por uma rigorosa análise e testes de compatibilidade para assegurar que as informações dos aplicativos e os dados dos usuários estejam seguros. Eles também vêm de fábrica com o nosso software Google Play Protect, dando proteção ao dispositivo e evitando que ele seja comprometido.

Essa tem sido nossa abordagem de longa data para que a segurança e a privacidade seja aplicada de modo consistente por todas as fabricantes.

Graças as restrições do governo descritas acima, os novos modelos de dispositivos Huawei que foram disponibilizados ao público após o dia 16 de maio de 2019 não puderam passar por este processo de segurança e não possuem o Play Protect. Como resultado, eles não são certificados, e não poderão usar os apps e serviços do Google.

Além disso, os apps instalados de modo alternativo não funcionam de modo confiável porque não permitimos que estes serviços rodem em dispositivos não certificados, onde a segurança pode ser comprometida. Apps do Google baixados de modo alternativo também representam um alto risco de terem sido alterados ou adulterados de modo que comprometam a segurança do usuário.

Para checar se o seu dispositivo é certificado, abra o aplicativo Google Play Store em seu Android, vá em ‘Menu’ e em ‘Configurações’. Você verá se o dispositivo é certificado com o ‘Play Protect Certification’. Você pode aprender mais em android.com/certified.”

Fontes: Google, BBC e Neowin

Receba notícias como essa no seu email. Inscreva-se aqui:

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Assine nossa Newsletter