Microsoft mesh

Microsoft Mesh é a plataforma de realidade mista da Microsoft

Avatar of bruno martinez
Microsoft Mesh é a plataforma de realidade mista da Microsoft, contando com holoportação e espaços virtuais

A Microsoft, durante a abertura de seu evento Ignite, mostrou o próximo passo em sua investida na realidade mista, anunciando a plataforma de colaboração em tempo real Microsoft Mesh. Executivos da empresa demonstraram demos e cenários futuristas com a tecnologia.

A abertura do Microsoft Ignite 2021

Microsoft mesh
Microsoft Mesh é a plataforma de realidade mista da Microsoft

O evento teve início com uma keynote apresentada por Satya Nadella, CEO da Microsoft. Na introdução feita por Nadella, ele falou sobre como a pandemia acabou ocasionando uma segunda onda de migração digital e acelerando a necessidade de novas tecnologias para suplementar as novas necessidades que foram aparecendo durante esse período.

Para Nadella, a tecnologia, para poder atender as demandas e continuar progredindo, precisa focar em 5 aspectos:

  • Processos de computação descentralizados;
  • Soberania de informações e inteligência de ambiente;
  • Criadores e comunidades empoderadas por todo o mundo;
  • Oportunidades econômicas para a força trabalhista no mundo inteiro;
  • Design confiável.

Com esses 5 focos, a tecnologia poderá avançar, e segundo Nadella a nuvem da Microsoft já está focando nessas frentes, e pensando em criadores e comunidades empoderadas, que a Microsoft anunciou o Microsoft Mesh.

Microsoft Mesh e a realidade mista

Microsoft mesh
O ambiente virtual do Microsoft Mesh, com a holoportação de um usuário e com o avatar de outro.

Os executivos da Microsoft descrevem o Microsoft Mesh como uma “nova plataforma de realidade mista dentro do Azure“, construída para criar um ecossistema em uma grande variedade de dispositivos. O Microsoft Mesh permitirá que os usuários visualizem e interajam com conteúdo de realidade mista em um único espaço virtual ou real. Mesh se baseia no trabalho que a Microsoft já fez em torno das âncoras espaciais do Azure Anchor, as ferramentas de renderização do Azure e a tecnologia de realidade virtual social AltspaceVR comprada pela Microsoft em 2017, além de também contar com informações de pesquisas internas de realidade mista.

Na demonstração durante o Ignite, a holoportação foi mostrada, porém a versão disponível para testes públicos do Microsoft Mesh não irá contar com essa característica, pelo menos por enquanto. A holoportação permite que indivíduos com dispositivos de realidade mista, incluindo o HoloLens, vejam e interajam com participantes remotos em 3D como se estivessem presentes em seu espaço físico.

O Mesh será compatível com o HoloLens 2 da Microsoft, além de uma variedade de headsets de realidade virtual, smartphones, tablets e PCs, segundo a empresa. Inicialmente, as pessoas irão aparecerão como avatares em experiências virtuais compartilhadas na plataforma, e com o tempo a holoportação estará disponível.

Microsoft mesh
A demonstração de Pokémon GO no HoloLens.

Ainda mostrando a plataforma, uma demonstração agradou bastante: uma versão de Pokémon GO para o HoloLens. Nela, o usuário usando o HoloLens enxergava pelo mundo as criaturas de bolso mais queridas do planeta, e podia jogar pokebolas para capturar os monstros sem tocar em seu celular, tudo em um menu de contexto que aparece conforme o usuário mexe as mãos. Por hora, foi só uma demonstração, sem lançamento público.

Segundo a Microsoft, o trabalho e pesquisas de realidade mista que a empresa vem fazendo ao longo do tempo em áreas como detecção de mãos e olhos e a criação de hologramas persistentes junto dos modelos de IA que podem criar avatares “expressivos” é o que permite o Mesh começar a ser realidade. O Microsoft Mesh foi criado no Azure e usa vários dados dele, como IA e serviços de realidade mista, e armazena conteúdo holográfico na nuvem do Azure também.

A Microsoft planeja, nos próximos meses, oferecer aos desenvolvedores um pacote de ferramentas baseadas em IA para tarefas como a criação de avatares, gerenciamento de sessão, renderização espacial e sincronização entre vários usuários. Os clientes já podem baixar os dois primeiros aplicativos construídos na plataforma Mesh: O aplicativo Microsoft Mesh para HoloLens, que permite aos membros da equipe colaborar remotamente; e uma versão atualizada do AltspaceVR, que já tem compatibilidade com o Mesh. A Microsoft também está incentivando desenvolvedores tanto dentro quanto fora da empresa para disponibilizar suporte ao Mesh em outros aplicativos e integrá-los ao Teams e Dynamics 365.

Acompanhe todas as notícias do Microsoft Ignite aqui no Showmetech.

Inscreva-se para receber nossas notícias:

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados