Cobertura Oscar 2020: Confira os favoritos para levar Melhor Animação e Filme Internacional

Oscar 2020 Animação, Documentários e Filme Internacional
Neste post da nossa Cobertura Oscar 2020 você vai ficar por dentro das categorias de Melhor Animação e Melhor Filme Internacional.

Chegamos na metade da nossa Cobertura Oscar 2020 e, sem mais delongas, vamos apresentar as categorias de “Melhor Animação Longa e “Melhor Filme Internacional”.

MELHOR ANIMAÇÃO LONGA

Antes de tudo, quais são os parâmetros para um filme concorrer nessa categoria? 

  1. O filme tem que ter mais de 40 minutos;
  2. Um número significativo dos personagens devem ser animados;
  3. Um mínimo de 75% do filme deve ser animado.

A categoria existe desde 2002, ou seja, é a mais recente da história do Oscar. Uma animação longa também pode ser indicada em quaisquer outras categorias, incluíndo melhor filme.

O primeiro filme a conseguir este feito foi “A Bela e a Fera” (1991) e naquela época nem existia uma categoria dedicada a filmes de animação. “Up – Altas Aventuras” (2009) e “Toy Story 3” (2010) conseguiram muito mais, sendo indicados a cinco categorias cada um, incluindo Melhor Filme e Melhor Filme de Animação. Ambos venceram como animação.

O estúdio campeão em vitórias é a Pixar, que já levou o prêmio 9 vezes, ganhando a última vez por “Coco” (2018). A Disney vem na sequência com 3 vitórias.

Os indicados ao Oscar 2020 de Melhor Animação são:

“Como Treinar Seu Dragão 3

Quando Soluço descobre que Banguela não é o único “Fúria da Noite”, ele deve procurar um refúgio de dragões secreto antes que um tirano chamado Grimmel o encontre primeiro.

A animação deste filme está absolutamente incrível e, algumas das cenas estão entre as melhores da franquia “Como Treinar Seu Dragão“. Numa cena em particular, Banguela tenta fazer uma “dança de acasalamento” para conquistar seu par e é uma cena genial. Veja abaixo o incrível nível de detalhe, em especial a animação dos grãos de areia.

Dragões também amam.

“Klaus”

Um carteiro egoísta e um fabricante de brinquedos recluso formam uma amizade improvável, entregando alegria a uma cidade fria e escura que precisa desesperadamente de esperança.

A estreia da Netflix com longas de animação é uma grata surpresa.

A animação é absolutamente sublime: foi usada animação 2D tradicional, combinada com uma técnica de composição e iluminação que permite profundidade nunca antes vista neste tipo de animação. O design dos personagens e dos cenários é fantástico e o elenco de vozes está no ponto.

O enredo é simples, mas permite que pequenas lições sejam aprendidas, tanto para crianças quanto para adultos, e este filme merece estar entre os filmes clássicos de Natal.

Klaus
Do esboço ao resultado final, o trabalho em “Klaus” é admirável

“Link Perdido”

Um sasquatch recruta o explorador Sir Lionel Frost para ajudar a encontrar seus parentes há muito tempo perdidos no lendário vale de Shangri-La.

Eu sou um grande fã do estúdio de animação Laika. Eles fizeram hits como “Coraline” e, meu favorito, “Kubo e as Cordas Mágicas“. A animação em stop motion do estúdio é a melhor da indústria.

No entanto, este não é seu melhor filme, pois em termos de enredo, deixa um pouco a desejar. Contudo, eles continuam a impressionar com a sua mistura de animação stop motion e efeitos visuais. É um trabalho tão árduo e complexo e eles executam de uma maneira excepcional.

Definitivamente vale a pena para os fãs de animação e sua indicação ao Oscar 2020 é merecida pelo trabalho absurdo de “stop motion“.

“Perdi meu Corpo”

Uma mão decepada escapa de um laboratório, determinada a encontrar seu corpo.

Esta inesperada animação francesa é baseada em um romance do mesmo roteirista de “Amélie Poulain”, e, contém os mesmos elementos de fantasia e realismo mágico daquele filme.

O enredo é divido entre a jornada perigosa da mão decepada e a história trágica do seu dono, enquanto ele procura seu lugar no mundo.

Mesmo com essa premissa amalucada, o filme tem uma mensagem bastante profunda e definitivamente proporcionou boas reflexões e discussões. E, claro, esse enredo só seria possível usando animação. O filme está disponível no Netflix, não deixe de conferir.

“Toy Story 4”

Quando um novo brinquedo chamado “Garfinho” se une a Woody e à turma, uma viagem ao lado de velhos e novos amigos revela o quão grande o mundo pode ser para um brinquedo.

Depois que “Toy Story 3” alcançou o recorde histórico para a franquia em 2010 – indicado a cinco e ganhando dois Oscars (melhor filme de animação e melhor música), a Pixar não conseguiu deixar a franquia de lado.

Esta nova sequência tem uma animação de tirar o fôlego e uma boa dose de comédia. Os novos brinquedos criam grandes novos momentos para a franquia (patinho e coelho são ridiculamente engraçados).

É definitivamente um filme divertido e provavelmente deve concluir a franquia – ou não.
No Oscar 2020, além da indicação à Melhor Animação, o filme também está indicado a melhor canção (você pode conferir mais sobre a categoria de melhor canção aqui).

QUEM MERECE GANHAR:
“Klaus”
Pelo uso inesperado da animação tradicional e se tornar um clássico instantâneo de Natal.

QUEM VAI GANHAR: 
“Toy Story 4”
Por mais que eu não ache o melhor capítulo da saga Toy Story, a Pixar fez mais um trabalho primoroso e provavelmente levará a estatueta.

MELHOR FILME INTERNACIONAL

A categoria de Filme Internacional (até ano passado chamada de Filme Estrangeiro) premia filmes que não são falados em língua inglesa (afinal, o Oscar é dado pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas Americana).

Entre 1947 e 1955, somente um filme era homenageado, decidido por um comitê interno. Apenas a partir de 1956 que 5 filmes concorrem à estatueta. Nesta categoria, o prêmio vai para o país, mas quem normalmente sobe ao palco é o diretor do filme.

O país com mais vitórias é a Itália, que já ganhou o prêmio 14 vezes, dos quais 4 vezes por filmes dirigidos pelo mestre do cinema italiano Federico Fellini: “Na Estrada da Vida” (1957), “Noites de Cabíria” (1958), “” (1964) e “Amarcord” (1976).

Em segundo lugar vem a França, com 12 vitórias e em 3º lugar Espanha e Japão empatados com 4 vitórias cada.

O Brasil já foi indicado 4 vezes ao prêmio: “O Pagador de Promessas” (1963), “O Quatrilho” (1996), “O Que é Isso Companheiro?” (1998) “Central do Brasil” (1999), mas infelizmente nunca saímos vitoriosos.

Os indicados ao Oscar 2020 à Melhor Filme Internacional são:

“Corpus Christi” – Polônia

Daniel experimenta uma transformação espiritual em um centro de detenção. Embora seu registro criminal o impeça de se inscrever no seminário, ele não tem intenção de desistir de seu sonho e decide ministrar uma paróquia em uma cidade pequena.

Sem data de estreia até a data dessa publicação.

“Dor e Glória” – Espanha

Um diretor de cinema reflete sobre as escolhas que fez na vida e logo o passado e o presente se misturam em uma coleção de memórias.

Que filme pessoal e poético.

O último filme de Almodóvar que eu gostei foi “A Pele que Habito” de 2011. Fiquei cético em relação a este novo lançamento, mas no final do filme, fiquei muitíssimo satisfeito. Fui envolvido por uma história muito emocionante, e, com performances igualmente tocantes – Antonio Banderas, em uma de suas melhores performances, também honrado com uma indicação para melhor ator.

Almodóvar torna as interações entre os personagens tão reais e cruas, que senti cada emoção ao longo do filme. Ele não exagera no seu próprio estilo (um erro comum em cinema de autor) e a colaboração com seu compositor habitual, Alberto Iglesias, está mais uma vez no ponto.

Existem alguns momentos de verdadeiro brilho, como um monólogo de Asier Etxeandia (que interpreta um ator decadente), emoldurado por um vermelho vivo típico Almodóvar. Outro momento lindo é um belo diálogo entre Salvador (Banderas) e sua mãe.

Um filme maduro e muito coerente para a filmografia de Almodóvar.

“Honeyland” – República da Macedônia

Hatizde Muratova
Hatidze Muratova, a “estrela” de Honeyland.

Uma criadora de abelhas deve salvá-las e devolver o equilíbrio natural em sua pequena e remota vila, enquanto uma família interrompe e ameaça o que ela construiu.

O filme acaba de fazer história sendo indicado tanto a Melhor Documentário, quanto Melhor Filme Internacional.

É um documentário íntimo e profundo. Mesmo que os personagens estejam em uma vila remota na Macedônia, há muitos elementos relacionáveis: o relacionamento do homem com a natureza, a solidão, a relação entre pais e filhos, laços familiares, a ganância e o carma. É realmente uma conquista o que os cineastas foram capazes de retratar nesses microcosmo.

Simplesmente maravilhoso.

“Os Miseráveis” – França

Um policial provinciano se muda para Paris para se juntar à Brigada Anti-Crime de Montfermeil, descobrindo tensões entre grupos de um perigoso submundo.

Infelizmente não consegui assistir à este filme do diretor Malinense Ladj Ly. Estava em um circuito muito limitado e com sessões difícies. Deixe nos comentários se você conseguiu assistir?

“Parasita” – Coreia do Sul

Uma família de desempregados toma interesse por uma família rica e glamorosa, os Park. Eles lentamente se envolvem na casa dos Park, assumindo pequenos trabalhos dentro da casa, que culmina em um inesperado incidente.

Este é de longe o filme mais original e intrigante do ano.

Dirigido por Bong Joon-Ho, que dirigiu filmes como “Okja“, “Expresso do Amanhã” e “O “Hospedeiro” – todos com um toque de realismo mágico -, este é o primeiro sem o elemento fantasia e, na minha opinião, seu melhor trabalho.

O filme começa devagar, mas então os eventos começam a se desenrolar de maneiras bizarras e inacreditáveis. Os temas abordados são super relevantes, um comentário social difícil de ignorar.

O filme está indicado a 6 Oscars: Melhor Filme, Melhor Direção, Melhor Roteiro Original, Melhor Edição, Melhor Design de Produção e lógico, Melhor Filme Internacional.

QUEM MERECE GANHAR:
“Parasita”
Um dos melhores filmes que assisti nos últimos anos. E por mais que tenhamos outros filmes igualmente merecedores, essa obra prima do cinema Coreano merece ser premiada.

QUEM VAI GANHAR: 
“Parasita”
Pelas mesmas razões acima.

E com isso concluímos mais uma parte da nossa Cobertura Oscar 2020! Perdeu alguma informação? Clique abaixo nos artigos que já falamos até agora!

Parte 1: Curtas

Parte 2: Categorias Sonoras

Parte 3: Categorias Técnicas

Parte 4: Categorias Artísticas

E fique ligado para a próxima parte, onde falaremos sobre as categorias de documentário!

Receba notícias como essa no seu email. Inscreva-se aqui:

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Assine nossa Newsletter