Review: Samsung Gear IconX 2018

Review: Samsung Gear IconX 2018 4
A Samsung lançou a versão 2018 de seu fone bluetooth Gear IconX. Confira nossa análise e conclusões!

No final de 2016 a Samsung resolveu entrar pesado no mercado de fones de ouvido bluetooth, com o lançamento do Gear IconX, um concorrente direto dos AirPods, anunciados pela Apple no mesmo período e lançados pouco tempo depois. De lá para cá, a Samsung trabalhou em aprimorar e ajustar vários detalhes desse produto, trazendo uma nova versão (2018).

A Samsung cedeu para o Shometech um Gear IconX 2018 para testes e, após algumas semanas, trazemos nossas impressões e os resultados dos nossos testes.

Pontos Positivos

  • Boa duração de bateria, compatível com seus concorrentes no mercado;
  • Boa qualidade de áudio;
  • Boa ergonomia (para os adeptos de fones intra-auriculares).

Pontos Negativos

  • Case, apesar de possuir bateria, pode deixar na mão;
  • Tempo para recarga extremamente alto;
  • Dependência de aplicativos Samsung para monitoramento de atividades físicas.

Design

Review: Samsung Gear IconX 2018 5

O design do Gear IconX 2018 não teve grandes mudanças de sua versão anterior. As alças superiores ainda estão lá, com algumas opções para troca na caixa. Os fones se mantêm intra-auriculares, o que auxilia na fixação dos fones no ouvido e aumenta a qualidade de som, sem necessitar de um volume adicional. As borrachas para os encaixes intra-auriculares também acompanham o dispositivo.

Review: Samsung Gear IconX 2018 6

O case teve poucas mudanças, sendo as mais expressivas: botão para conexão bluetooth na traseira do case e a mudança do conector para USB-C, mantendo a padronização dos conectores dos dispositivos Samsung. Os leds que demonstram a bateria do case e a bateria dos fones continuam lá, no mesmo lugar, facilitando esse monitoramento.

Usabilidade

O Gear IconX 2018 continua causando boas impressões pela sua facilidade de uso: basta colocar os fones nos ouvidos para começar a utilizar, certo? Depende. A configuração para smartphones Samsung é extremamente simples – apesar de causar uma certa dependência: instale o aplicativo Samsung Gear e daí pra frente a configuração é automática e assistida, sem problemas. Em outros dispositivos Android, instale o aplicativo que as coisas funcionam praticamente da mesma forma.

Review: Samsung Gear IconX 2018 7

O dispositivo não é Android? Nesse caso é necessário utilizar o botão na traseira do case, com os fones dentro, segurando até que as luzes pisquem para sincronizar com o bluetooth do seu dispositivo. Claro, você descobre isso depois de uma boa usada no Google, já que no manual disponibilizado pela Samsung simplesmente não existe outras opções de uso que não seja em um Android.

Até aí, nada demais. Resolvi testar com meu iPhone 7 (aparelho principal de uso pessoal) pra ver o que seria diferente e aí sim as coisas começaram a se diferenciar. O fone funcionou perfeitamente, com a mesma qualidade que se obtém ao usar em um Android. Da mesma forma que seu antecessor, os fones possuem controles sensíveis ao toque em ambos os lados. Funcionou no iOS? Não. Mas no Android funciona perfeitamente? Infelizmente também não. Em meus testes, utilizando um smartphone Samsung, por diversas vezes os controles paravam de funcionar. Depois de alguns segundos (com a música rolando), ouvia o som característico do fone indicando que o mesmo tinha se conectado ao dispositivo (!) e os controles voltavam a funcionar. Não consegui identificar nenhum padrão, mas isso aconteceu vezes suficientes para se fazer notar.

Assim como seu antecessor, o Gear IconX 2018 possui uma memória interna de 4gb para armazenamento de músicas. Assim, você pode usar o fone sem a necessidade de estar com um smartphone ou outro dispositivo conectado e próximo ao mesmo. A transferência das músicas pode ser feita via bluetooth do seu smartphone Android.

Review: Samsung Gear IconX 2018 8

Você também pode usar um adaptador USB (incluído no kit do fone) e transferir via cabo. Em ambas as transferências, é necessário a utilização do aplicativo Samsung Gear (adeus outras plataformas). Você também pode usar seu computador (Windows ou Mac OS) para essa transferência.

Review: Samsung Gear IconX 2018 9

Para os adeptos de streaming, infelizmente, uma má notícia: o Gear IconX 2018, assim como seu antecessosr, não possui nenhuma integração com esse tipo de serviço. Claro, você pode utilizar seu smartphone para isso, mas aí a questão de usar somente o fone e poder deixar o smartphone um pouco de lado cai por terra.

Outra boa utilização dos fones é com relação ao monitoramento de atividade física. Porém, novamente, temos o problema das restrições: o monitoramento somente é feito pelo Samsung Gear. Claro, você pode usar o S Health para armazenar os dados, porém sem possibilidade de usar outras plataformas, inclusive no Android.

Qualidade do Som

Review: Samsung Gear IconX 2018 10

A qualidade de som, assim como da versão anterior, é muito boa. As frequências são bem balanceadas, com uma predominância maior dos graves, muito por conta do fato dos fones serem intra-auriculares. Por este motivo também, muitas vezes você não sente a necessidade de um volume muito forte, o que ajuda a não distorcer tanto o som e preservar mais a qualidade.

Bateria

Na primeira geração do Gear IconX, a bateria era o maior calcanhar de Aquiles. Ouvindo o clamor dos consumidores, a Samsung voltou à prancheta e conseguiu entregar nessa versão 2018 uma bateria muito mais compatível com o mercado.

Em meus testes, a bateria dos fones durou, na média, entre 05 e 05:30hs. Um fato interessante é que o fone avisa quando vai chegando ao fim da bateria: aos 10%, aos 5% e aos 2%, individualmente. Demora um pouco pra acostumar e chega a ser estranho que um lado acabe mais rápido que o outro, mas a diferença não foi tão grande assim.

Review: Samsung Gear IconX 2018 11

Se a bateria dos fones sofreu uma ótima atualização, a bateria do case se manteve a mesma, dando apenas uma carga completa nos fones. Especificamente pra mim, que possuo os AirPods, onde o case dá até 5 cargas completas, confesso que demorei pra acostumar e acabei, em alguns momentos, ficando sem fone fora de casa.

Review: Samsung Gear IconX 2018 12

O que mais me chamou a atenção foi o tempo para recarga. Com os fones e a case totalmente descarregados, utilizando um carregador padrão (5w 1,2a) o tempo para carga total da case e dos fones foi de mais de 4 horas! Assim, uma dica: sempre que possível, mantenha seus fones e a case carregando, já que numa emergência pode ser que você não possa contar com eles.

Preço e considerações finais

Review: Samsung Gear IconX 2018 13

A nova geração do Gear IconX começou a ser vendida aqui em terras tupiniquins no último dia 23 de novembro, por R$ 1.499, 100 reais mais caro que sua versão anterior. Se você possui um smartphone Samsung, gostaria de se manter no mesmo ecossistema e não tem problema em desembolsar esse valor, você terá um ótimo produto em mãos.

1 Comentário

Clique aqui para postar um comentário

Deixe uma resposta

  • A primeira geração não tem carga para funcionar nem 2hs quando em bluetooth o que torna sua utilização quase que exclusivamente autônoma, não conversa com os demais vestíveis da marca, tendo seu controle exclusivamente pelo pad, consome bateria mesmo quando não está em uso requerendo ser carregado diariamente, esperava mais, a documentação é precaria (nem a Samsung informa claramente que seu aparelho está em mode de pareamento nos momentos iniciais em que a caixa é aberta – só a segunda geração possui botão de pareamento). Diz que a 2a geração tem autonomia melhor, mas sinceramente existem produtos muito mais baratos com melhor autonomia.